Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Rabiscos Soltos

#FIquemEmCasa Em tempos de isolamento social um blog pode ser uma janela para mundo. Fiquem em casa. Leiam. Escrevam. Ajudem. Sejam melhores. Sejam maiores. Mas fiquem em casa.

Rabiscos Soltos

#FIquemEmCasa Em tempos de isolamento social um blog pode ser uma janela para mundo. Fiquem em casa. Leiam. Escrevam. Ajudem. Sejam melhores. Sejam maiores. Mas fiquem em casa.

A esola acabou. E agora?

27.03.20, P.
Devo começar por dizer que não sou professora nem tenho filhos em idade escolar. Fui aluna durante muitos anos, acompanhei várias crianças ao longo do seu percurso escolar e, como filha, prima e amiga de professores, ouço-os bastante.  Ao longo das últimas semanas tenho ouvido várias opiniões. Tenho ouvido pais cansados com a quantidade de trabalhos que os filhos têm para fazer - e agora que também são meio professores a coisa fica diferente; tenho ouvido professores (...)

As mulheres, essas cabras...

17.10.19, P.
Ontem, li a seguinte pérola no Twitter: "as mulheres juntas sem homens por perto são terríveis sei por longa experiência profissional. Uma equipa jamais pode ser constituída só por mulheres. Esta é uma verdade absoluta que deveria ser ensinada na 1º aula de qq curso de gestão. Vivem em permanente competição." E continuada "E a competição entre mulheres é altamente tóxica sem princípios tipo luta livre vale tudo" "As mulheres sem homens" não se controlam. São (...)

cenas da vida moderna

20.06.18, P.
Não és feminista, és feminazi Se não és por mim, és contra mim Se não pensas como eu, estás errada Se defendes os animais... então e as crianças? Se defendes as crianças... então e os velhos? Se condenas uma acção dos EUA... então mas nunca falaste do bangladesh? Se és contra a tourada... então e a tradição? E as crianças? Se partilhas uma notícia que foi divulgada num jornal respeitável... és burra porque acreditas nos media tradicionais e eu é que sei Não (...)

Eutanásia

23.05.18, P.
Vão ser discutidas na próxima semana várias propostas sobre a despenalização da eutanásia e o tema anda a causar furor nas redes sociais e igrejas. Mas como (quase) tudo o que causa furor nas redes sociais (e igrejas) a desinformação é igual ou superior à informação. E este processo de tentativa de aprovação de uma matéria tão importante tem sido o maior exemplo de desorganização deste país à beira mar plantado. Um tema complexo, importante e com consequências tão (...)

Ai Portugal, Portugal

27.02.18, P.
Ai, Portugal, Portugal  De que é que tu estás à espera?  Tens um pé numa galera  E outro no fundo do mar  Ai, Portugal, Portugal  Enquanto ficares à espera  Ninguém te pode ajudar   Por acaso (talvez não por acaso) gosto muito das letras do Palma (mas aquele DVD do Só, Oh amigo, que raio foi aquilo? e um concerto tão bom, sei-o eu que estive lá). Mas não é do Palma que quero falar mas do país do Palma. Deste país que está sempre à espera de qualquer coisa, com um (...)

Falemos de... liberdade de expressão

18.12.17, P.
Confesso-vos, estou um bocado aterrorizada. Medinho, cagufa daquela séria.  A verdade é que tenho visto muita gente, miúdos, jovens, adultos, homens, mulheres, de tudo um pouco, a defender limites à liberdade de expressão. E isso aterroriza-me. Vamos lá pôr os pontos nos iiis. Defender a liberdade de expressão sem limites não é defender que que se pode dizer tudo IMPUNEMENTE. Quer apenas dizer que podes dizer tudo o que não configura crime sem ir de cana ou levar um tiro nos (...)

Um voto, uma voz

30.09.17, P.
Sempre que há eleições no horizonte tenho uma mega discussão com um amigo que insiste em não votar. Este ano já tinha decidido que não ia embarcar nessa outra vez mas tenho sina, sei lá, e saiu-me outro na rifa... lá houve nova discussão.  Não consigo perceber como é que pessoas da minha idade se demitem de contribuir para a escolha de quem rege a sua vida. Eu sou a favor do voto obrigatório. Acho que apenas assim não votar seria efectivamente um protesto. Como o voto não (...)

Fim

26.09.17, P.
Quando eu morrer batam em latas, Rompam aos saltos e aos pinotes, Façam estalar no ar chicotes, Chamem palhaços e acrobatas! Que o meu caixão vá sobre um burro Ajaezado à andaluza: A um morto nada se recusa, E eu quero por força ir de burro!...                             Mário de Sá-Carneiro   (quando eu morrer, façam-me um favor e não partilhem a notícia no facebook... é que se há comentários do género "descanse em pax" ou "á mais uma estrelinha no (...)

Uma paleta de cores

17.08.17, P.
Nunca me passou pela cabeça que em 2017 ainda fosse possível haver uma discussão sobre supremacia branca.  Não sou tão inocente como estarão a pensar neste momento. Eu acreditava que algumas pessoas pensavam assim, o que nunca me passou pela cabeça foi que fossem tantas e tivessem a coragem de o admitir e defender. Acreditava, ingenuamente, que o sentido de decência os manteria na sombra. Acreditava que seriam uma minoria, tão minoria que nunca voltariam a ser um perigo.  (...)