Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rabiscos Soltos

os cães ladram e a caravana passa

01.02.17 | P.

O que me deixa mais triste e sem esperança no futuro é que, depois do primeiro choque, os dramas pessoais vão ser relegados para segundo plano. A empatia, a solidariedade, a caridade, a partilha vão valores velhos que nunca se tornarão vintage porque o ser humano está a deixar de ter capacidade para os sentir. Os miúdos são educados para vencerem a qualquer custo, para serem os melhores sem importar quem têm de atropelar. A competitividade é um valor respeitado. O valor é medido pela conta bancária, a educação privilegia o conhecimento teórico, as escolhas têm muros e portas fechadas. As nossas casas têm muros e portas fechadas. Cada vez mais a sociedade está estratificada, dividida por classes. Os ricos brincam com os ricos, os pobres brincam na lama, os remediados brincam virtualmente com consolas e computadores. Os adultos fazem o mesmo, as amizades tornaram-se em muitos casos "contactos" e guardam-se os números de telefone de quem "nos pode dar jeito no futuro". As pessoas tornam-se números e uma outra moda, um outro senhor laranja vai fazer esquecer o escândalo do momento. 

Ptto ou a coisa dá raia em termos económicos (onde dói mesmo é na carteira, o resto são cantigas)  ou vai ser um caso de "os cães ladram e caravana passa". 

Quero muito, muito enganar-me.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.