Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rabiscos Soltos

Birras

14.07.15 | P.

Deixem-me abrir já as hostilidades: tenho 36 anos e ainda faço birras.

Quando estou em estado de cansaço extremo (e tem acontecido tantas vezes nos últimos tempos) só me apetece fazer birra, bater o pé, reclamar que não me dão atenção. E choro. Gosto de chorar, fico de alma lavada. Mas reservo o meu direito de fazer birra para o tempo em que estou em casa, o meu marido lá tem que me aturar (diz que no contrato de casamento havia uma alínea que me reservava esse direito) . 

Embirro com gente adulta a fazer birra no local de trabalho. Especialmente quando as birras se parecem demasiado com maldade, com a vontade de lixar os outros, com a ilusão de que rebaixando os outros se elevam a si próprios.

É que eu tenho 36 anos e ainda faço birras mas não sou má para ninguém (por azar de alguns, também não deixo que as suas birras me lixem, os 36 já me deram algum calo).

5 comentários

Comentar post