Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rabiscos Soltos

#FIquemEmCasa Em tempos de isolamento social um blog pode ser uma janela para mundo. Fiquem em casa. Leiam. Escrevam. Ajudem. Sejam melhores. Sejam maiores. Mas fiquem em casa.

Rabiscos Soltos

#FIquemEmCasa Em tempos de isolamento social um blog pode ser uma janela para mundo. Fiquem em casa. Leiam. Escrevam. Ajudem. Sejam melhores. Sejam maiores. Mas fiquem em casa.

A cultura do "like"

26.09.16, P.

Eu sei, não é novidade. Mas há dias em esta cultura do "like" me irrita mais do que noutros. Compreendam (ou não, na realidade estou-me a lixar) eu sou do tempo em que uma noite porreira era esgrimir argumentos numa mesa de café, onde o tom subia à medida que a irritação também subia, em que acabávamos (pelo menos à primeira vista) exactamente onde tinhamos começado: amigos e com ideias diferentes. Mas daquelas conversas traziamos argumentos para a próxima discussão e às vezes até "faziamos like às ideias dos outros" dizendo tens razão, mas... Este mas fazia toda a diferença. Não desistiamos, nem quando sabiamos que não tinhamos razão (aqui, tenho que admitir, coisas da idade) mas havia sempre alguém que desempatava e às vezes nos dizia "não tens razão". Cá em casa ainda praticamos bastante este tipo esgrima com palavras (e surpreeendam-se, o casamento não sofre uma beliscadura por às vezes não concordarmos um com o outro). Mas no geral, fora de casa, tenho imensas saudades que me digam: "estás errada, por isto, isto e isto". O sucesso não se mede com "likes", as amizades não se medem em "likes" e não se cresce tendo medo dos "deslikes". Esta cena do "ou fazes like ou estás contra mim" dá-me um bocado de agonia. Deve ser da idade, já não tenho idade para isto. 

2 comentários

Comentar post