Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Rabiscos Soltos

à beira de um ataque de nervos

12.01.17 | P.

Acordei em LVO, literal e metaforicamente. É verdade que foi por uma boa causa mas a verdade é que hoje tenho andado a arrastar-me- ou arrastar-me-ia se tive tempo para isso. A quantidade de trabalho que tenho para fazer dá-me vontade de berrar mas nem para isso tenho tempo. Tive uma hora de formação que foi o momento mais calmo do meu dia. Ou eu estou mal diagnisticada para a turma (Inglês) ou estão eles. Passo o tempo a ter que me esforçar para me fazer de burra. Acho que este ano perco o amor ao dinheiro e vou fazer o first certificate só pelo gozo (a minha prof diz para tentar uma certificação mais acima mas não sei se isso não será esticar a corda). Aproveitei a hora de almoço e fui tratar de burocracias (tinha mesmo de ser). Tive que fazer um mega esforço para 1) não insultar toda a gente 2) sentar-me no chão a chorar. Apanhei o único taxista em Lisboa que cumpre os limites de velocidade, aliás conduz mais devagar do que eu. Cheguei a horas ainda assim mas tive que comprar uma sandwich ranhosa para almoçar (aproveitei para desancar o pessoal do bar por causa de um serviço que prestam de forma vergonhosa). Almocei às 3 da tarde em frente ao computador, decifrei um bug do sistema que nos estava a deixar malucos por não conseguirmos reproduzir, consegui reportá-lo mas metade do trabalho que tinha para fazer continua por fazer. A melhor parte do meu dia foi quando me saiu um valente Foda-se.... pode não ser bonito mas alivia a alma.