Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Rabiscos Soltos

Rabiscos Soltos

um aparte

Quem me conhece sabe que não sou pessoa para me impor a ninguém. Tirando os amigos de casa, aqueles com quem me chateio a sério, com quem grito e admito que me gritem, não sou daquelas amigas cola. Não chateio os meus amigos informáticos quando tenho problemas no computador, não peço receitas nem baixas aos meus amigos médicos. Tento sempre respeitar os outros, dar-lhes a liberdade de ir embora quando querem e sem perguntas. Costumo dizer que não obrigo ninguém a gostar de mim. Mas se há merda que me tira do sério é ignorarem-me compulsivamente. 

Sim, o silêncio também é um tipo de resposta. O problema é que por norma eu não entro em paranóia se não me respondem. Acho normal, acontece. Nem se não me telefonam - não é o fim do mundo. E às tantas já não sei se a pessoa está mesmo a tentar afastar-se sem ter a coragem de me mandar à merda directamente ou se simplesmente aconteceu. Enfim, um dia, saberei. Ou não, também não faz grande diferença.

 

publicado às 23:30

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D