Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rabiscos Soltos

Rabiscos Soltos

Sabores e memórias

Serei apenas eu que não acredito que alguém se recorde do sabor de algo específico depois de 30 anos?

Na verdade não me lembro do sabor das torradas (com manteiga e doce de tomate) que a minha avó fazia, nem das romãs que preparava para mim. Lembro-me sim do sabor do carinho que aquelas comidas tinham, lembro-me do prazer que sentia ao acordar com o cheiro do café e das torradas.  Tal como me lembro do calor das noites de verão em que jogávamos às escondidas pela aldeia. E nada chegará alguma vez a ter o mesmo sabor ou o mesmo cheiro ou o mesmo calor. Porque a minha avó há muitos anos que partiu e porque nunca voltarei a ter 10 anos e a esconder-me entre as folhas da árvore mais alta das redondezas.

A questão aqui é: como se compete com memórias? Impossível. 

O problema é que é igualmente impossível explicar isto a determinadas pessoas.

publicado às 13:27

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D