Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rabiscos Soltos

Rabiscos Soltos

Ora vamos lá falar a sério sobre livros e vícios...

Eu não sou viciada em livros. Não tenho qualquer problema que envolva compra e consumo de livros. O consumo (que no meu caso é moderado) de livros é benéfico para a minha vida. Aliás é terapêutico. O cérebro é um músculo e como qualquer músculo tem que ser exercitado caso contrário atrofia. E eu leio como forma de exercitar o cérebro. Fazer meia ou uma hora de exercício é recomentado pelo médico, certo? Não percebo porque me chamam viciada em livros só porque leio (quase) todos os dias.

Eu não compro livros todos os dias. Nos meses “piores” compro (talvez) um livro por semana. Digamos que gasto, em média, 10 euros por semana em livros, 40 por mês. Há alturas em que compro mais livros mas gasto muito menos (alfarrabistas, senhores, alfarrabistas… e ebooks, claro). Ptto estes valores são por excesso. Agora vejamos:

Eu não bebo. Mas ninguém chama alcoólico a quem beber 2 caipirinhas por semana, pois não? Ou que beba uma garrafa de vinho por semana, pois não?

Raramente bebo café. Mas ninguém acha estranho que alguém beba 10 cafés por semana, pois não?

Eu trago almoço para o trabalho. Mas ninguém acha estranho quem vai 1 ou duas vezes (ou mesmo todos os dias) almoçar no restaurante da esquina, pois não?

Eu raramente tomo o pequeno-almoço fora de casa. Mas ninguém acha estranho quem o faz TODOS os dias na café, pois não?

Poderia continuar eternamente e veriam que o que gasto em livros não é, nem de perto nem de longe, um valor exorbitante ou que fuja ao valor que posso gastar em coisas “dispensáveis”.

Só que para mim os livros não são coisas dispensáveis e mais depressa deixava de comprar umas calças ou uns sapatos que deixava de comprar um livro.

Eu leio os livros que compro. Os livros ficam giros nas estantes. Eu ocupo o meu tempo a ler. Eu viajo lendo (e leio enquanto viajo). Ler faz bem ao cérebro e à alma.

Por isso não percebo o porquê de ser olhada e tratada com alguma condescendência por quem não lê sequer um livro por ano e fala comigo como se estivesse a falar com um puto que adora ver bonecos animados, como se fosse algo que sabemos ser da idade e ir passar.

Caríssimos: eu nunca vou deixar de ler, nem se tiver 10 filhos e apenas 5 minutos livres nos dias. Se isso acontecer começo rapidamente a ouvir audiobooks (que são livros na mesma) e a ocupar os tais 5 minutos com um livro.

E continuo a dizer: Eu não sou viciada em livros. (e podem facilmente comprová-lo aqui onde eu e a minha amiga Catarina escrevemos sobre os livros que lemos.

publicado às 11:28

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D