Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rabiscos Soltos

Rabiscos Soltos

cuidado com os argumentos

Têm a noção que justificar o vosso desagradado com a classe política ou centrar todos os vossos argumentos nas subvenções vitalícias dos políticos só demonstra que efectivamente não fazem puto de ideia de onde estão os problemas efectivos do país, das contas públicas ou da economia, não têm?

E não, eu não concordo com as subvenções vitalícias. Sim, são uma vergonha. Sim, eles deviam era ir estudar, trabalhar, fazer alguma coisa de útil à sociedade, bla, bla, blá... Mas ponham na vossa cabeça que as ditas subvenções já acabaram em 2005. Os que as recebem são "apenas" os que já tinham direitos adquiridos (e sim, também é uma vergonha mas convenhamos que não será isto que nos vai levar à falência). Esta questão deixou de ser questão em 2005 mas continuam a ser o argumento preferido de tanta gente. Vá, façam uma busca simples no google.

Ah e outra coisa. Vocês têm noção que até há alguns anos só os funcionários públicos (e alguns - poucos - funcionários por conta de outrem, porque os patrões não iam nisso) descontavam sobre o total do ordenado, não sabem? O valor da reforma era apurado tendo em conta os últimos 2 anos de desconto, depois passou para 10 anos e só há pouco tempo passou (acho) para toda a vida contributiva. Portanto adoraria saber quais os descontos que os inúmeros empreendedores portugueses, que começaram a trabalhar aos 11 anos e subiram a pulso comprando imensas propriedades super valiosas com sangue, suor e lágrimas, fizeram ao longo da sua vida contributiva. (é como aquela malta que chega à reforma e se queixa que, depois de 50 anos de trabalho, recebe 200 euritos - fico sempre com curiosidade em ver as declarações de irs desses 50 anos  (ou vá, desde que existem))

 

Sejam do contra (eu sei que sou), usem esses argumentos numa mesa de café com amigos (às vezes é preciso dizer uma série de asneiradas para aliviar a alma) mas cuidado com os argumentos que usam - que escrevem - , não se deixem cair na esparrela de ter a vossa atenção desviada do que realmente interessa. Eu pelo menos tento...

publicado às 11:26

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D