Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Rabiscos Soltos

Rabiscos Soltos

A Alma de Lisboa

Quando cheguei a Lisboa, vinda do Sul do País, tive um choque. Achei Lisboa velha e suja. Linda à sua forma, com museus, vida e História mas suja, decadente. E eu, lamento, não consigo ver romantismo na decadência. 

Quando tentei ir viver para Lisboa percebi que não tinha dinheiro para isso. Tudo o que eu podia pagar era miserável, ninguém passava uma fatura e quando me tentaram impingir uma casa sem cozinha (?!!!) desisti. Prefiro votar noutro concelho a ter que viver em condições miseráveis. Por isso, Lisboa nunca foi minha. 

Talvez nem tenha o direito a opinar sobre a Alma Lisboeta, essa que está a ser "vendida" a preço de saldo aos turistas, essa que que está a ser reclamada pelos Lisboetas tão ofendidos pelo turista.  E eu, que não sou Lisboeta de coração, nascimento ou ocasião, talvez não tenha o direito a opinar.

Tenho ouvido inúmeros argumentos acerca de "venda da alma Lisboeta" e até concordo com alguns. É verdade que é triste ver lojas típicas (carinho especial pelos alfarrabistas), restaurantes e afins a terem que fechar, mudar de sítio e serem substituídos por marcas estrangeiras, cadeias de fast-food  e afins (mas confesso que me preocupam mais as lojas dos chineses por esse país fora). Sim, é triste. É verdade que este crescimento exponencial (e todos sabemos quais os fatores que nele estão incluídos) não é garante de futuro, que não é (ainda) sustentável.

Sim, o crescimento deve ser feito de forma sustentável, as pessoas devem ser protegidas e não escorraçadas (aqui como em qualquer outro ponto do país) e cabe aos Lisboetas lutarem pela sua cidade.

Mas o argumento que acabou comigo foi este: 

"Lisboa é atraente porquê? Porque é bonita, claro. Mas também porque tem, por enquanto, coisas ainda não “descobertas”. Porque está bastante decadente. Porque é altamente “instagramável”. Porque, finalmente, é um sítio amigável, porque há muito para comer, porque é barata, porque é relativamente pequena e porque, nos seus elementos básicos, pode ser vista em 2 ou 3 dias."

(Observador, Lucy Pepper, 10/04/2016)

A decadência de Lisboa e a ideia de que as melhores fotos são da miséria (espero que se tirarem fotos a um sem-abrigo ao menos tenham a decência de lhe pagar por isso) é, para mim, absolutamente estranha.

publicado às 08:34

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D